Juntos, a gente consegue!

Os dias têm sido corridos, como sempre. Nosso principal foco é a Cacá, mas essa história de campanha tem dado uns desmembramentos inesperados.

Eu tenho dito: quero acreditar que o diagnóstico vai ser rápido e simples. Muito embora, no fundo, ache improvável, pois já estou começando a entender um pouco de medicina neste meu curso intensivo.

Isso também me assusta. Mas a gente tem recebido carinhos de todos os lados e isso tem nos mantido fortes, dentro do possível. Muita coisa boa tem surgido no meio de tudo isso e, não é possível que o foco principal, que é a saúde da Cacá, também não esteja nos planos de Deus.

Amanhã ,o meu principal objetivo está no Hemopa: com ou sem diagnóstico definido de Doença de Gaucher, eu vou pedir transfusão para a Cacá. O Hemopa quer continuar pesquisando, mas eu não quero mais, não aguento mais vê-la frágil neste compasso de espera! Ela precisa se recuperar, se sentir melhor e ter condições para viajar. Quando, e se, sair confirmação do Gaucher, quero já estar descartando outras possibilidades. Pois toda ilusão de algo simples vai por terra quando vemos uma filha na cama com 82 cm de abdome, pálida, assustada e nos deixando tensos por qualquer sinal!

Já marquei a consulta (particular) com a Dra. Gilda Porta para a semana que vem, mas quero garantir o atendimento da Cacá pelo Instituto da Criança da USP onde ela atende pelo SUS, inclusive para que possamos ter o apoio do TFD da SESMA, com as condições necessárias. Há também o Núcleo de Hepatologia da UNIFESP (Escola Paulista de Medicina), do qual aguardo confirmação.

A Cacá tá em casa, e a casa gira em torno dela. Nossas vidas, nosso tempo, nossas ações, nossas orações… Mas ela não quer isso. Ela está tímida como nunca foi.

Alguns amigos tem buscado divulgar a campanha, como Raphael Diaz na sua Manchete On Line, a Ponto Zero e Açaí Grosso, outros com palavras e olhares. Os amigos de longa data Margalho e Neuton fizeram obras em homenagem à Cacá para a exposição de ontem; Melissa Barbery, que eu só conhecia através de suas obras, produziu frascos de “Solidariedol” para a Cacá. Cada um tem dado o melhor de si.

Sim, este texto cansado também foi uma tentativa de dar o meu melhor agora aqui.

Bom dia a todos.

Anúncios

Comentários em: "Mais Notícias do Front" (1)

  1. Raphael disse:

    Vocês já tentaram entrar em contato com programas tipo o CQC?
    (Ia sugerir Gugu, mas odeio quando ele usa a falsa bondade como pretexto para seu circo midiático).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: