Juntos, a gente consegue!

Carta Aberta

Eu estava respondendo a um e-mail de uma prima, e estava ficando tão grande, que resolvi transformar numa postagem (pelo menos parte dele). Ei-lo:

As preocupações na UTI são: aumentar o nível de plaquetas ao máximo para reduzir sangramentos, com o mínimo de transfusões para evitar a criação de anticorpos às plaquetas; controlar os níveis de intoxicação pelo fígado, que já tá atingindo o cérebro (encefalopatia hepática) e provocando alterações de comportamento e humor (confusão mental); repor sódio e glicose, mantendo os sinais vitais, controlando o acúmulo de líquidos com diuréticos; nisso tudo, manter os sinais vitais em ordem e os índices das funções hepatológicas e hematológicas (principalmente) no caminho de uma normalidade ou controle; fazer tudo o mais rápido e eficientemente possível para reduzir os danos ao fígado.

Aqui estamos articulando com os médicos da Escola Paulista de Medicina e do Hospital das Clínicas de São Paulo; a Marly, tem conversado com um colega médico que é do Hospital Universitário do Fundão; estamos também, aqui em Belém, buscando todos os profissionais de referência clínica, hepatológica, hematológica e gástrica para tentar chegar a um diagnóstico.

A primeira pesquisa foi da infectologia, ainda ano passado. Se tem um grupo de exames que sempre dá normal é o de fezes; já perguntamos sobre a possibilidade de toxoplasmose, mas os médicos dizem que já foi descartada. No meio de tanto exame, não sei mais em detalhes o que foi feito e o que não foi! Mas toda hipótese a gente tem levado à equipe.

Belém é referência em doenças tropicais, então acho pouco provável que algo da rotina parasitológica tenha sido esquecido. Sim, não é minha área, sou arquiteta, mas acho que não estou falando bobagem. A oncologia já foi descartada e, ontem, ela coletou o terceiro mielograma (não sei o que possa indicar diferente dos outro dois, mas…).

Eu pensei esta noite que se a plaqueta dela crescer um pouco mais, outra paracentese poderia ser pensada e pesquisado o líquido do abdome (na primeira o líquido foi descartado). Qualquer ideia é válida!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: