Juntos, a gente consegue!

Arquivo por Autor

“Com a fé do dia-a-dia, encontro a solução”

A mamãe saiu da visita à Cacá ainda agora e logo me ligou pra contar como foi.

Digamos que “caiu a ficha”… a Catarina repetia que estava feliz por ter um diagnóstico e que está sendo muito bem cuidada na UTI.

E ela começou a cantar! Claro, ela não cantava as músicas inteiras, mas o repertório foi o seguinte:

“Tudo azul, todo mundo nu”:

“Só quero saber do que pode dar certo, não tenho tempo a perder”:

“Você não sabe o quanto eu caminhei pra chegar até aqui”:

Continuemos a corrente!

Oremos e vamos seguindo!

Essa noite o papai passou só com a Cacá no hospital. A mamãe (@crodia) veio pra casa descansar, tem muito tempo que ela não dormia direito… Eu fiquei de plantão, esperando por notícias do hospital e do lado da mamãe esperando que ela acordasse. Ela acordou uma da manhã, eu e a Anita ainda estávamos acordadas, sem notícias porque o sinal do celular dentro do hospital é péssimo. As três, preocupadas, cansadas, no meio da madrugada fomos rezar. Pedimos à Deus e Nossa Senhora que cuidasse da Cacá e lemos as orações de Sant’Ana e Santa Marina (só faltou a Santa Catarina…).

Fomos dormir. De manhã, cedo, chega um sms do meu pai: “Cacá fez plaquetas e está muito bem”. Só ainda agora consegui falar com ele, que confirmou que ela está bem, não teve reações e está aguardando pra subir pra UTI. Ele disse que foi por volta de 00:30 que a Cacá fez as plaquetas, ou seja, oramos na hora certa! Teve intervenção Divina direta essa noite!

Obrigada à todos os que têm orado pela Catarina! E continuem mandando suas preces e boas vibrações pra ela que são muito importantes neste momento.

Obrigada também ao povo do twitter que está doando sangue. Continuem doando porque a carência de A negativo é grande e ela ainda vai precisar de muitas bolsas! Vão até o Hemopa doar Plaquetas por Aférese, é importante, urgente e ajuda não só a Cacá, mas muita gente! A doação normal tira uma bolsa de plaqueta, a por Aférese permite tirar até 10 bolsas de plaqueta de uma pessoa só! Então, bora doar minha gente!

Agradeço esta corrente do bem que se formou pela Cacá. Foi como eu disse ações, doações, ligações e orações são bem vindas e ajudam muito!

Agradecimentos do dia 28

À Deus, à família e aos amigos que têm nos dado forças a cada dia e em especial:

À Célula de orações do Colégio Sophos – Belém;

Ao professor André, do Aslan e todos os colegas do 3º nível;

Felipe Mucura, Rominho BragaRodolpho Moraes Victor Camejo, Claudio Mancha, Fábio MartinsRenato Marques;

Aos amigos Armando Queiroz, Maria Christina, Nina Matos e Orlando Maneschy pela organização da Mostra Arte Solidária;

Aos artistas Alberto Bitar, Armando Queiroz, Armando Sobral, Berna Reale, Breno Silo, Bruno Maneschy, Carla Beltrão, Carla Evanovicth/ Murilo Rodrigues, Carlos Henrique Gonçalves, Cilene Nabiça, Claudia Leão, Danielle Fonseca, Dos Anjos, Elieni Tenótio, Elza Lima, Francelino Mesquita, Geraldo Teixeira, Guy Veloso, Haroldo Baleixe, Janduari Simões, João Cirilo, Jocatos, Jaqueline Souza, Jorge Eiró, Lígia Árias, Lise Lobato, Lúcia Gomes, Luciana Magno, Luiz Braga, Márcia Macedo, Marco Antônio Serrão, Marconi Moreira, Margalho, Maria Christina, Marinaldo Santos, Michel Pinho, Melissa Barbery, Murilo Nascimento, Nina Matos, Neuton Chagas, Orlando Maneschy, Ricardo Macedo, Ronaldo Moraes Rêgo, Rosi Ramos (Rassar), Shirley Pena Forte, Ruma, Tadeu Lobato, Valéria Coelho e Wagner Santana por terem cedido seus trabalhos para a Mostra;

À Jéssica Nicole, Yanna Tally, Elna Trindade, Makikó, Sandra Francisco, Ana Rita Sá dos Santos, Ana Maria Gonçalves Nascimento/ Jorge Eiró, Gilton Paiva e à todos que estiveram na Mostra de Arte Solidária;

Ao Marcelo, da Marajó Comunicação, à Larissa Teixeira, Júnior e Dr. Salomão Kahwage, à equipe do Hemopa, em especial a assistente social Marilda e à equipe do Departamento de Regulação da Sesma.

Mais agradecimentos

À todos aqueles que têm nos apoiado e orado pela saúde da Catarina. Entre eles:

Lígia Árias, Pedro Henrique, Célia Maria, William Almeida, Gerhardt da Costa, Waldereis Araújo, Felinto Silva, Maria Cecilia, Bianca, Marton Sérgio, Ana Sergia, Suziley dos Santos, Juraceli Mari, Ana Claudia, Caio Julio, Haroldo Baleixe, Renato Correa, Cleide M. T., Eletrofer Comércio, Fábio Mendes, Carmozina Calliari;

Laslie e a mãe, Fernanda pelos sms diários;

Sabrina Campos, Bianca Palheta, Julieta e Hemopa pelo apoio;

Renato Gimenes, Larissa Teixeira, Monika Eleres, amigos da Secult e equipe do Hospital Saúde da Mulher.

Toda a ajuda é bem recebida, obrigada.

Cacá e Anita

O que se passa

Como vocês sabem, a Cacá está no hospital desde sábado. Hoje ela ligou reclamando que mandaram peixe sem limão! Sinal de que o humor está melhorando!

Nesses dias, muita gente têm nos apoiado. Como eu digo, seja com doações, ações ou orações, toda ajuda é ajuda! Ela só ficou chateada porque não vai sair do hospital hoje e ela queria passar o aniversário do nosso pai com ele, amanhã…

Aproveitando, agradeço ao diretor do Colégio São Francisco Xavier, de Abaetetuba, o professor Carlos, pela dedicação e disposição em ajudar e ao Sindicato dos Trabalhadores de Saúde de Abaetetuba pela adesão à campanha.

Burocracias

Hoje eu consigo recolher todos os documentos para a documentação junto ao SUS. Vou tentar dar entrada na minha licença. Preciso telefonar para São Paulo. Preciso pegar os últimos exames e solicitar o cubo no laboratório. Preciso mandar as cópias de exames a amigos que acreditam que não se esgotaram os diagnósticos. Comprar remédio. Preciso planilhar os resultados em Excell. Prestar contas de bingo, de distribuição de cartazes, administrar todas estas coisas…

Estas pequenas coisas, várias delas, aleatórias, consomem meus dias.

Andar, andar, andar…

Não tenho perdido muito tempo em burocracias, mas esse vaivém me cansa física e emocionalmente. Ontem, como estávamos sozinhas em casa, os melhores momentos foram quando eu mandei tudo pro alto e fiquei do lado da Catarina. Mas é um paradoxo: ficar do lado da Cacá, abraçada com ela, é um tempo precioso para ela. Mas ontem foi assim.

Não fiz nada de produtivo, mas dei atenção pra ela. Aliás, saí meio tonta com o que fazer, já a tarde, e não fiz quase nada de útil.

Alguns aborrecimentos dispensáveis surgiram a noite, mas de fora, muito fora de tudo. Tão fora que não entende a dimensão do que está acontecendo e vem jogar outras burocracias para serem resolvidas agora. Não dá para colocar coração em quem não tem. Mas o retorno de uma amiga que se distanciou (porque afeto transcende qualquer coisa) mudou minha tarde. Porque, no meio de tudo, a gente se sente só, muito só; uma solidão de quem está no centro de uma metrópole andando, andando, andando… cercada de gente!

Hoje é sexta-feira, último dia útil da semana, preciso correr.

Entre Nós

A @crodia deu entrevista hoje no programa comandado pelo Ney Messias, Entre Nós.

Irá ao ar amanhã (17/11/2010), às 22 na RMTV.

Poderá ser visto também, depois, no blog do programa (http://www.entrenosorm.blogspot.com/)

Vamos tentar inserir a entrevista aqui também.

%d blogueiros gostam disto: